O quarto, e possivelmente o último filme da franquia Shrek, foi exibido na abertura do Festival de Tribeca na última quarta-feira (21/4), em Nova York. A pré-estreia de uma animação que é sucesso em bilheterias, lançado em 3D, muda um pouco a cara do festival, que costuma lançar produções independentes e de baixo custo. O tapete, normalmente vermelho, também mudou de cor – especialmente nesse primeiro dia, era verde.

Segundo o diretor Mike Mitchell, parte do filme foi escrito e filmado em Nova York, inclusive no bairro de Tribeca.

Todos os atores que dublam os personagens de Tão Tão Distante estiveram presente. Cameron Diaz se diz triste por ter que se despedir de um personagem tão importante quanto Fiona, que valoriza, acima de tudo, a beleza interior. “É o fim. Para o Shrek, para o Reino de Tão, Tão Distante e todos os personagens, para Shrek e Fiona. Foi um passeio maravilhoso”, despediu-se.

“Shrek foi qualidade do começo ao fim”, declarou Mike Meyers, que dubla o protagonista. “Todos os filmes têm uma conexão, um pensamento completo. Eu estou muito feliz por fazer parte disto”, continuou o ator e completou afirmando que vai sentir saudades de Shrek.

Cameron Diaz, Eddie Murphy, Mike Myers e Antonio Banderas se despedem da animação

Antonio Banderas, que empresta sua voz ao Gato de Botas, afirmou que o encanto dos filmes de Shrek está na capacidade de atender a pais e filhos. “Especialmente aos pais”, completou.

Segundo a crítica de Frank Scheck, publicada no Hollywood Reporter, Shrek Para Sempre dá ares de adeus. “O quarto filme desta franquia popular de animação demonstra que, finalmente, é hora de deixar Shrek e Fiona viverem felizes para sempre.” Scheck segue sua crítica elogiando o viés cômico adaptado à nova fase dos personagens, mas diz que a simplicidade característica da história se perdeu no excesso de sequências produzidas.

Shrek Para Sempre traz a crise de meia-idade vivida pelo ogro, casado com Fiona, pai de três crianças, que sente saudades da época de selvageria, na qual impunha temor e respeito. Em busca de renovar a vida, Shrek fecha acordo com Rumpelstiltskin que faz com que Tão Tão Distante nunca o tivesse conhecido e, assim, assume o reino do local. Nesse novo reinado, sem Shrek, Fiona é a líder de uma gangue de ogros, Burro trabalha para bruxas histéricas e o Gato de Botas virou um típico gato doméstico – gordo e preguiçoso – que, de acordo com a The Associated Press, garantiu boas gargalhadas aos espectadores.

O Hollywood Reporter ainda conta que os efeitos visuais em 3D impressionam, mas afetam a qualidade das imagens, com sombra escura em algumas cenas. E o site aproveita para revelar que Shrek Para Sempre está repleto de referências, como ao O Mágico de Oz e às clássicas músicas do estilo pop. Para Eddie Murphy, dublador do Burro, a ideia de usar a tecnologia é incrível: “3D é divertido… Eu estou muito empolgado com o uso do 3D para contar uma história, é um truque emocional bem bacana.”

A despedida da família Shrek. Será que não os veremos mais nas telonas?

Os três primeiros episódios da série de animação arrecadaram mais de 2,2 bilhões de dólares nas bilheterias mundiais.

O esperado capítulo final, Shrek para Sempre, chega aos cinemas americanos no dia 21 de maio. Aqui no Brasil, a estreia está prevista para 9 de julho.

Trailer Aqui



Anúncios