Tag Archive: Príncipe da Pérsia


Lançado originalmente em 1989, o game Prince of Persia teve continuações e versões modestas até o título de 2003, The Sands of Time, feito para as então modernas gerações de videogame (PS2, Xbox, Gamecube). É esse episódio que o filme adapta sem empolgar muito.

“O cartão de visita “dos produtores de Piratas do Caribe diz muito do que podemos encontrar em Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo, ação e aventura domingueira repleta de coreografias impressionantes, CGI a rodos e personagens ultra-estereotipadas mas no fundo bem desenhadas e interpretadas por atores de renome como Jake Gyllenhaal e Ben Kingsley. É óbvio que muito da apreciação final a este filme recai na própria expectativa que se tem, e por tal, aconselha-se prudência e não esperar daqui um clássico de aventuras que será relembrado com nostalgia daqui por 10 anos.

Gyllenhaal não rouba o filme como Johnny Depp fez com Piratas do Caribe. O destaque vai mesmo para Alfred Molina (o doutor Octopus de Homem-Aranha 2) como um vigarista que arma corridas de avestruzes nos limites do Império Persa. Ele e a beleza de Gemma Arterton, capaz de deixar os olhos vidrados, valem mais do que o oba-oba dos efeitos.Em tempo: a direção é de Mike Newell, que fez Harry Potter e o Cálice de Fogo e não foi chamado para mais nenhum filme do aprendiz de feiticeiro. É simplesmente um filme agradável e bem dirigido, sólido e sem ponta de pretensões a ganhar o Oscar de melhor filme.

O longa estreia no dia 4de junho no Brasil.

Do jogo “Prince of Persia” um grande sucesso desde  meados de 1989. A mesma equipe que levou a trilogia de “Piratas do Caribe” para as telas do cinema (Disney e o produtor Jerry Bruckheimer) apresentam “Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo“, um épico de ação e aventura ambientado na mística Pérsia.

Na trama, Nizam (Ben Kingsley) arma o assassinato de Shahrman, a autoridade maior da Pérsia, que é seu irmão, e bota a culpa no príncipe Dastan (Jake Gyllenhaal) para poder assumir o trono.

Banido, Dastan terá de provar a inocência e lutar contra a tirania de Nizam, relutantemente  ele junta forças com uma bela e misteriosa princesa Tamina (Gemma Arterton de 007 Quantum of Solace) e juntos eles lutam contra forças obscuras para guardar uma adaga ancestral capaz de libertar as areias do tempo – um presente dos deuses que pode fazer voltar o tempo e à pessoa que o possui o poder de controlar o mundo.

O elenco conta ainda com Gemma Atterton e Alfred Molina. A direção é de Mike Newell (Harry Potter e o Cálice de Fogo, O Amor nos Tempos do Cólera)  e a estreia está prevista para para 3 de junho de 2010.

Trailer 1 Aqui Trailer 2

Este slideshow necessita de JavaScript.


Príncipe da Pérsia – Graphic novel

Agora o sucesso dos videogames foi transposto para um graphic novel que encherá os olhos dos fãs. A Editora Record, promete para maio, novel inspirada no jogo que deu origem a Príncipe da Pérsia. Capturando o clima exótico e misterioso do jogo, conheceremos as lutas e dificuldades de dois príncipes que, mesmo vivendo em séculos diferentes, seguem trajetórias parecidas na guerra e no amor.

A obra, lançada nos Estados Unidos pela First Second Books, tem roteiro de A.B. Sina, com Jordan Mechner, o criador do game, como consultor. A arte é de LeUyen e Alex Puvilland. A HQ mostra duas possíveis histórias para a origem do príncipe, onde uma transcorre no século XIX e outra no século XIII.

Prince of Persia é um jogo clássico de ação e aventura dos PCs e que, posteriormente, ganhou versões para diversos consoles. Na história original, o príncipe do título é um órfão que vive como indigente nas ruas da Pérsia. Ao se verem em uma noite de luar, ele e a princesa da Pérsia se apaixonam. No entanto, quando o sultão é chamado para a guerra, o vizir Jaffar assume o trono, aprisiona a princesa e dá a ela uma hora para decidir: ou ela se casa com Jaffar ou morre. Uma das grandes novidades do jogo era o fato de ser jogado em tempo real, tendo o jogador que superar todos os obstáculos e salvar a princesa em 60 minutos.