Namor foi criado por Bill Everett em 1939 e é um dos primeiros super-heróis dos quadrinhos. Sua primeira aparição aconteceu em Marvel Comics #1, o primeiro título da Timely Comics, editora que mais tarde seria rebatizada como Marvel. Namor é filho de um humano com a princesa do misterioso reino submarino de Atlântida. Além de ser um hibrido, é também um mutante, podendo voar e sendo dotado de grande força e resistência. Ele usa estes poderes regularmente tanto para ajudar a defender a humanidade quanto para puni-la pelo descaso desta com os mares e com seu reino.

Não é errado dizer que Namor não é verdadeiramente popular há muitos anos, ainda mais sozinho. A última vez que o personagem alcançou o sucesso em carreira solo foi quando John Byrne escrevia e desenhava sua revista mensal.

Nos últimos anos a Marvel Comics tentou inserir Namor em diversos conceitos: contando sua adolescência, destruindo a Atlântida, retomando sua antiga parceria com o Dr. Destino e até integrando os X-Men.

E é através desta união com a equipe que Namor ganha mais uma revista solo. Namor: The First Mutant (Namor: O Primeiro Mutante) será lançada em agosto, com roteiro de Stuart Moore, arte de Ariel Olivetti e capas por Jae Lee e Joe Quesada (ao lado). A revista será bem interligada com o primeiro arco da nova revista dos X-Men, que mostra uma verdadeira guerra entre mutantes e vampiros.

Sendo Namor, como já afirma o próprio título da revista, o primeiro mutante da geração atual, ele lutará ferrenhamente contra os vampiros, incluindo aí alguns atlantes vampiros. Estranhamente, a sinopse da revista dá a entender que o herói (ou anti-herói, se preferir) poderá se ver forçado a sacrificar a Atlântida. Será que a editora esqueceu que ele fez exatamente isso não faz muito tempo?

Anúncios