Antes que o Mundo Acabe é uma trama que envolve personagens juvenis às voltas com as questões que os leva à idade adulta. Daniel (Pedro Tergolina) é namorado de Mim (Bianca Menti) e melhor amigo de Lucas (Eduardo Cardoso).

O trio estuda junto na mesma escola. Mas Mim parece que não estar mais interessada na relação, enquanto que Lucas também se afasta do protagonista, numa relação que lembra Jules e Jim, Uma Mulher Para Dois, de François Truffaut – comparação totalmente elogiosa, neste caso.

Ao mesmo tempo, ele encara uma nova questão em sua vida: o pai, fotógrafo notório que mora na Tailândia e o abandonou antes mesmo dele nascer (vivido por Eduardo Moreira, ator do grupo teatral mineiro Galpão), volta à cena, colocando em xeque todos os conceitos familiares com os quais Daniel conviveu ao longo de seus 15 anos.

Mesmo sendo estreante em longas, Ana Luiza tem boa escola, tendo sido assistente de direção de talentos como Carlos Riechembach e Jorge Furtado. O roteiro se baseia no livro do mesmo nome de Marcelo Carneiro da Cunha embora, no original, a ação se passe em Porto Alegre. A mudança foi necessária para o mundo ficar ainda maior com as distâncias. Jorge Furtado quem co-assina o roteiro de Antes que o Mundo Acabe, ao lado de um grande time formado por Paulo Halm, Giba Assis Brasil e pela própria diretora.

Tudo flui com ritmo e equilíbrio. Assim, como na vida, há momentos de riso, choro, tensões, dúvidas e crises, permeados com sentimentos alternados de traição e amizade que se entrecruzam num roteiro inteligente que não abre espaços para maniqueísmos.

Todos os personagens são ricamente construídos, humanos, totalmente críveis e imediatamente passíveis de forte empatia perante o público. Vale dizer que todo este ótimo trabalho, conjunto de direção e roteiro, poderia ter sido comprometido pelos atores e atrizes jovens de pouca experiência. Não foi: o elenco é harmonioso, visivelmente bem preparado, contribuindo de maneira decisiva para a credibilidade dos personagens e das situações.

O resultado é um filme a que se assiste com muito prazer, um sorriso no canto dos lábios e uma lágrima no canto dos olhos. Agradará a jovens de todas as idades, em fase pré ou pós adolescência, sobretudo, e cativa porque mostra o interior do Brasil de maneira simples, assim como as pessoas vivem.

O longa-estreia nos cinemas no dia 14 de maio.       Trailer Aqui

Anúncios