Depois de revitalizarem Sherlock Holmes, agora parece ser a vez de Robert Louis Stevenson passar pela releitura Hollywoodiana em seu A ilha do tesouro. O site Collider informou que a adaptação será feita nos moldes de Holmes, deixando o protagonista mais atraente para a nova geração e que possivelmente pode ter ares de Piratas do Caribe.

A Ilha do Tesouro é um clássico da literatura de aventura norte-americana. Publicado em 1883, é o precursor das histórias de piratas como conhecemos.

A História apresenta personagens inesquecíveis, como o jovem Jim, que descobre o mapa do tesouro do temível e lendário capitão Flint, Lorde Trelawney, que se dispõe a montar uma expedição para achá-lo, e Long John Silver, o esperto pirata de uma perna só. A Ilha do Tesouro tem todos os ingredientes para manter o suspense do começo ao fim. Não faltam nesta ótima história de piratas, lances dramáticos de traição, perigo e perseguição, escritos para instigara imaginação. Foi este o livro que popularizou itens como o navio pirata, o mapa do tesouro, além das ilhas tropicais e a ideia do pirata com uma perna só e um papagaio no ombro.

Os produtores querem dar uma boa desenvolvida no personagem Long John Silver e torná-lo tão carismático quanto o Sherlock Holmes de Robert Downey Jr. ou o Jack Sparrow de Jonny Depp. E, finalmente, parece que Paul Greengrass  (O Ultimato Bourne) está circulando o projeto o que comprova a intenção de modernizar a história.

Anúncios